Junta do cabeçote: entenda a importância desse item para o motor.

Correio Mecânico
dezembro05/ 2019

junta do cabeçote é uma peça que geralmente fica esquecida em um veículo até ser acometida por algum tipo de problema — que, em muitos casos, pode gerar uma boa dor de cabeça ao proprietário.

Sua função é promover a vedação e evitar que os gazes gerados durante a combustão sejam perdidos. Além disso, ela mantém o líquido de arrefecimento, os olhos e os cilindros bem separados. Quer conhecer um pouco mais a peça, sua importância para o motor, a forma como funciona e quando deve ser trocada? Então, continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Quais são as peças da junta do cabeçote?

Estamos tratando de uma peça que compõe o cabeçote de um veículo, que fica na parte superior da câmara de combustão do carro. Problemas em tal parte do motor não são incomuns: na verdade, muitas pessoas já tiveram a infeliz experiência de trocar partes desta e de outras peças que a compõe (o que costuma ser bem caro na maioria dos casos).

Logo acima desse elemento, há a junta do cabeçote — que é formada por uma série de pequenas peças que compõem seu kit, sendo elas:

  • a própria junta do cabeçote;
  • a junta da tampa de válvulas;
  • a junta coletora de escape;
  • a junta coletora de admissão;
  • os retentores de válvulas e comando;
  • os parafusos elásticos (que podem ser encontrados em alguns kits).

Vale destacar que essas partes também são encontradas individualmente. Existem alguns kits com retentores muito ruins e pode haver marcas que fornecem esse elemento com mais qualidade. Assim, você tem a opção de comprar os itens separadamente e garantir que todos os materiais utilizados no serviço sejam excelentes.

Funcionamento

A junta do cabeçote funciona vedando a câmara de combustão do motor e evitando vazamentos. Além disso, ela é encarregada por manter a rotação dos circuitos de água e óleo, responsáveis respectivamente pela refrigeração e lubrificação do motor.

Quando a junta do cabeçote deve ser trocada?

Assim como o corpo humano, um veículo sempre dá sinais de que algo está errado em seu funcionamento. Sendo assim, um bom mecânico deve ter a sensibilidade de perceber que o carro do seu cliente está prestes a sofrer algum dano.

Quando o assunto é junta do cabeçote, os efeitos colaterais da necessidade de sua troca podem ser observados nas seguintes situações:

  • se for percebido um excesso de fumaça saindo pelo escapamento do veículo, principalmente quando a cor é azulada. Isso indica que está ocorrendo queima do óleo de motor na câmara da combustão. Caso a cor esteja preta, pode haver certa falta de regulagem no carburador, que corre o risco de estar injetando uma quantidade desnecessária de combustível;
  • em momentos nos quais ocorrem o superaquecimento do motor — todo e qualquer problema que reduza a capacidade do motor de dissipar calor fará com que a junta do cabeçote tenha problemas;
  • quando ocorre o baixo nível do fluido de arrefecimento, fazendo com que o motor alcance temperaturas além de sua capacidade e causando danos ao cabeçote.

Dessa forma, quando você identificar a presença de quaisquer um desses sintomas, desconfie de imediato da junta do cabeçote. Afinal, caso ela não seja trocada a tempo, o veículo do seu cliente pode sofrer danos severos e capazes de gerar altíssimos custos.

Sendo assim, é importante entender que o material da peça deve estar em perfeitas condições de uso. Isso impedirá que entre mistura gasosa, óleo ou água nos circuitos adjacentes, favorecendo a performance da junta do cabeçote.

Testes

Também é possível verificar o perfeito funcionamento da peça por meio de um teste. Assim, você vai identificar se ela está danificada e não apresenta nenhum dos sintomas que mencionamos anteriormente. Para tanto, é necessário utilizar um testador de vazamento de combustão. Essa ferramenta será capaz de verificar se existem gases vazando do líquido de arrefecimento.

Para fazer isso, é preciso acoplar o equipamento no radiador — que deve estar totalmente fechado. Em seguida, basta inserir um líquido para a execução do procedimento. Caso o líquido fique com uma coloração amarela após a retirada do veículo, provavelmente há problemas na junta do cabeçote (e sua troca é altamente recomendada).

Como fazer a troca da peça corretamente?

Como em quase tudo relacionado a veículos, a troca da junta do cabeçote varia de um automóvel para outro. Porém, vamos mostrar algumas dicas que você pode implementar em quase todos os veículos, que o ajudarão bastante na hora de trocar esse tipo de peça:

  • inicialmente, troque os parafusos que seguram a peça por novos e, antes de fixá-los no local, lubrifique-os;
  • faça a limpeza do bloco do motor — utilize uma espátula e tenha muito cuidado para não alterar a rugosidade do bloco;
  • com um jato de ar comprimido, retire as impurezas do bloco do motor;
  • analise o serviço da retífica, conferindo a planicidade e rugosidade do local que receberá a junta do cabeçote;
  • garanta que a montagem da junta esteja em perfeito alinhamento com as furações contidas no bloco do motor
  • aperte os parafusos com o torque que foi especificado pelo fabricante.

Por mais que possa haver variações de um veículo para outro (e mais peças a serem removidas durante o processo), essas dicas o auxiliarão de modo geral a fazer um bom trabalho na hora de trocar a junta do cabeçote.

Tão importante quanto saber o funcionamento da peça e perceber a necessidade de trocá-la é conseguir bons fornecedores para garantir a qualidade dos serviços prestados. Por isso, é fundamental contar com empresas como a Takao para fornecer todos os elementos necessários a tal tipo de execução, bem como outras que podem ocorrer em uma oficina mecânica.

Seguindo essas dicas e contando com o apoio de um fornecedor de qualidade, você terá condições de oferecer excelentes soluções relacionadas à junta do cabeçote. Como resultado, será possível conquistar mais clientes, além de aumentar o faturamento e o lucro do seu empreendimento.

Gostou das dicas? Quer ser avisado todas as vezes em que postarmos um novo conteúdo no blog? Então, assine nossa newsletter e fique de olho em sua caixa de e-mail.

 

Fonte: https://blog.takao.com.br/   Site: http://www.takao.com.br

https://www.facebook.com/TakaoBrasil/ –  https://www.instagram.com/takaodobrasil/

 

O teu email não será publicado. Campos requiridos estão marcados *

Podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>