Os pneus poderão realizar sua própria manutenção e reparar danos automaticamente, garantindo que continuem a rodar sem interrupções

Correio Mecânico
junho17/ 2024

incorporação de novas tecnologias aos veículos é um fenômeno crescente, e os pneus não são exceção. Afinal, são eles que garantem uma experiência de deslocamento segura e confortável. Embora não possamos prever com precisão o futuro, as inovações da Continental – tanto as já existentes quanto as em desenvolvimento – apontam para um futuro de pneus totalmente inteligentes.

Hoje, os sensores do Sistema de Monitoramento da Pressão dos Pneus (TPMS) já estão presentes em muitos modelos de veículos, auxiliando na manutenção da pressão correta em tempo real. Isso otimiza o desempenho dos pneus e prolonga sua vida útil. Se a pressão cair abaixo de um nível seguro, o sistema alerta imediatamente o motorista através de um aviso no painel do carro.

Mas e se os pneus pudessem fazer muito mais? O futuro promete avanços como pneus que não só detectam a perda de pressão, mas também se auto-inflam quando necessário. Eles poderiam alertar o motorista sobre potenciais danos e perigos – como baixa profundidade da banda de rodagem ou mudanças de temperatura – que criam condições de condução arriscadas.

O pneu do futuro será eletrificado e, ao detectar uma pressão inadequada, ajustará automaticamente a sua própria pressão de ar considerando a situação de condução, as condições da estrada e até mesmo o clima. A manutenção de uma pressão de pneus sempre otimizada contribui para uma condução mais segura, mais eficiente em termos de consumo de energia e mais sustentável. Estudos indicam que aproximadamente 40% dos incidentes de falhas inesperadas dos pneus são causados por insuficiência de pressão.

Em um futuro não muito distante, os pneus poderão realizar sua própria manutenção e reparar danos automaticamente, garantindo que continuem a rodar sem interrupções aproveitando os benefícios da inteligência artificial.

“Eles serão produzidos a partir de materiais sustentáveis e uma vez conectados à Internet das Coisas (IoT) viabilizarão uma série de funcionalidades avançadas entregando uma série de benefícios tanto para os motoristas quanto para os fabricantes de veículos”, destaca Celso Pereira, supervisor comercial de desenvolvimento de produto da Continental Pneus.

Para os motoristas, explica Celso Pereira, os pneus conectados podem fornecer informações cruciais sobre a condição dos pneus, ajudando a evitar falhas repentinas e melhorando a segurança nas estradas. Eles também podem otimizar o desempenho do veículo, ajustando automaticamente as configurações com base nas condições da estrada e no estilo de condução.

“Já para os fabricantes de veículos, os pneus conectados oferecem uma oportunidade para a coleta de dados valiosos em condições reais de uso. Informações que podem colaborar para desenvolver novas tecnologias e, até mesmo, aprimorar sistemas de segurança”, complementa o especialista da Continental Pneus.

Embora ainda seja cedo para cravar o futuro dos pneus, uma coisa é certa: ele transformará para sempre a maneira como dirigimos!

O teu email não será publicado. Campos requiridos estão marcados *

Podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>