Empreendedoras unem conhecimento em gestão e expertise técnica para acelerar setor automotivo

Correio Mecânico
outubro17/ 2022

Apoiadas em fundamentos de comunicação, atendimento e gestão, as mulheres têm conquistado cada vez mais espaço no setor automotivo. Iniciativas para estimular os negócios liderados por elas, como o Projeto Lounge Mulheres na Reparação, têm recebido apoio de empresas interessadas em promover mais igualdade na indústria.

A presença de mulheres na reparação automotiva, seja à frente de oficinas mecânicas ou na gestão de empresas, tem sido essencial para a indústria. Os conhecimentos em gestão e marketing atrelados ao domínio técnico das peças são diferenciais que as fortalecem nessa área predominantemente masculina.

No Brasil, estima-se que existam mais de 8,6 milhões de mulheres donas de micro e pequenas empresas, de acordo com Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Entretanto, a indústria de automóveis carece de informações sobre os empreendimentos femininos.

Para dar voz à estatística, empresas têm apoiado diversas ações que contribuem para a visibilidade dessas profissionais. Uma delas é o Projeto Lounge Mulheres, desenvolvido pelo Sebrae a fim de ampliar a atuação feminina no ecossistema de autopeças. A iniciativa reuniu 30 donas de oficinas mecânicas durante a Feira do Empreendedor, que aconteceu entre de 7 a 11 de outubro na capital de São Paulo.

Entre as empresas de autopeças presentes, estava o Grupo Universal Automotive Systems, aftermarket da indústria automotiva que, ao longo do evento, compartilhou experiências e exemplos de como apoiar a causa. A companhia desenvolveu uma cultura organizacional que inclui mulheres em várias frentes de liderança, como jurídico, recursos humanos, gerentes de departamentos e o conselho da empresa.

“São mulheres com expertise tanto na parte técnica e de instalações das peças quanto nas decisões operacionais para manter a produtividade nas entregas. É uma forma de proporcionarmos um ambiente mais igualitário e diverso em diferentes áreas da empresa”, destaca Luciene Rossi, head jurídico e recursos humanos do Grupo Universal.

As habilidades regidas pelas mulheres da reparação se tornam vitais para o comércio da reposição de peças, uma vez que os gastos com a manutenção de veículos giram em torno de R$ 128 bilhões por ano no país, segundo o Sindirepa-SP. Ao todo, são mais de 100 mil oficinas, em sua maioria de pequeno porte, distribuídas por todo o território nacional.

O teu email não será publicado. Campos requiridos estão marcados *

Podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>