FESTIVAL INTERLAGOS – CARROS

Correio Mecânico
julho12/ 2022
Montadoras aprovam evento de experiência em pista.
  • Mais de 4,5 mil testes foram realizados durante os três dias do evento, que recebeu 20,6 mil visitantes;
  • – Formato do evento dinâmico agradou às montadoras; 11 marcas já sinalizaram participação em 2023
Com mais de 4,5 mil test-drives realizados e público de 20,6 visitantes foi encerrada ontem a 1ª edição do Festival Interlagos – Carros no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo, cujo feedback das montadoras e de outras expositoras da cadeia automotiva foi de aprovação ao formato do evento, que priorizou a experiência em pista, tanto on como off-road.
Na avaliação de Márcio Saldanha, organizador do Festival Interlagos – Motos e Carros, ocorrido entre os dias 23 e 26 de junho, em sua 4ª edição, a de Carros superou todas as expectativas, das empresas e dos organizadores. “Por ser a primeira edição, prevíamos inicialmente 18 mil visitantes, ante os 42 mil visitantes da edição de motos, já consolidada no setor. Mas o que se viu nos três dias do evento de carros foi a satisfação das montadoras em oferecer experiências aos consumidores brasileiros, ávidos por comprar automóveis 0 km”, afirma Saldanha.
A constatação é ratificada por Eduardo Bernasconi, também organizador do Festival Interlagos – Carros, para quem “a melhor indicação desse feedback das empresas expositoras foi a sinalização de renovação das montadoras para 2023 e a confirmação da Alltak e Tapeçaria Alemão. A Alltak, aliás, já planeja realizar o Cambea – Campeonato Brasileiro de Envelopamento Automotivo no próximo ano”.
Entre as montadoras, Claudio Rawicz, diretor de Comunicação e Marketing da Audi Brasil, argumenta que “realizamos mais de quinhentos test-drives com os jornalistas, no dia de imprensa, e com os nossos convidados em três dias. Um sucesso. Tivemos a oportunidade de mostrar as novas tecnologias dos modelos A3, A4 e A5, além dos Q3, Q5, RS 5, RS 6, e-tron S Sportback e RS e-tron GT, que arrancaram elogios no templo do automobilismo brasileiro. Não tenham dúvidas de que esse formato de evento veio para ficar. Em 2023, teremos mais experiências em pista a oferecer aos apaixonados por nossa marca”.
Na opinião de Paulo Manzano, diretor de Comunicação da Jaguar Land Rover, “o Festival de Interlagos  é um evento importante para resgatarmos o entusiasmo e experiências sensoriais que vão bem além das proporcionadas pelos meios digitais. Principalmente depois dessa grande ressaca causada pelas restrições devido ao confinamento que tivemos”; enquanto Rafael Ugo, diretor de Marketing da Volvo Car Brasil, enfatizou que “nosso maior objetivo em todas as ações que fazemos é levar a eletrificação para mais pessoas. E o Festival Interlagos nos proporcionou isso, criando experiências únicas e diversificadas para o público por meio de nossos modelos 100% elétricos. Unimos toda a magia e tradição que o autódromo traz com a inovação tecnológica dos modelos elétricos”.
Reação do público –  “Em duas edições do Festival Interlagos, tive a oportunidade de pilotar alguns modelos de motocicletas. Com a versão de carros, viemos a Interlagos para testar o Renegade de 1.3 litro, turbo, de 185 cv, porque tínhamos o mesmo modelo com motor aspirado de 140 cv. O autódromo me proporcionou a possibilidade de comparação e, mais do que isso, constatar que experiência de dirigir em Interlagos é impagável”. A afirmação é de Adriano Almeida, 37 anos, engenheiro mecatrônico, para quem “não temos como não lembrar de Ayrton Senna”.
Na avaliação de Victor Batista, 24 anos, analista de telecom, “nada substitui a experiência em pista. Participei dos test-drives do Peugeot 208, Fiat Cinquecento elétrico e Ford Maverick. Para quem gosta de carros como eu, vale muito a pena porque, com o auxílio dos instrutores, a gente pode tirar o máximo dos carros”.
Para Gabriel Matos, 20 anos, estudante, que dirigiu os Audi e-Tron e RS6, “a experiência é sem igual, a gente consegue aproveitar o potencial dos carros em sua plenitude. Você freia e acelera sem dó. Essa foi a minha primeira vez em Interlagos. Até hoje só em simulador. É indescritível fazer o S do Senna e acelerar com tudo a reta oposta. É uma experiência que nunca mais você vai esquece”.
Esses são alguns dos depoimentos de visitantes da 1ª edição do Festival Interlagos – Carros, que contou com a participação de fabricantes e importadoras como Audi, Chevrolet, Citroën, Fiat, Ford, Jaguar Land Rover, Jeep, Peugeot e Volvo, e também empresas que compõem a cadeia automobilística.
Durante os três dias do evento, as montadoras disponibilizaram seus principais modelos em comercialização para que os visitantes pudessem conhecer os automóveis em pistas on e off-road. Entre 9h e 17h, equipe especializada, liberada por Beto Manzini, ministrava as sessões de briefing e, na sequência, os inscritos abraçaram a oportunidade de pilotar as “máquinas”, mas sempre em companhia de instrutores, também especializados nesse tipo de atividade a motor.
As sessões de test-drive foram a principal atração (e objetivo) do evento. Mas, nos 23 boxes de Interlagos, montadoras e empresas da cadeia automobilística, como de pneus, veículos blindados, envelopamento, óleo combustível, entre outras, os visitantes puderam averiguar novas tecnologias veiculares.
Coordenadas pela Ultimate Drift, as sessões de drift constituíram-se num show à parte. Assim como o projeto “Festival Interlagos para Elas”, comandado pelo quarteto Bia Figueiredo, Karina Simões, Milene Rios e Bruna Frazão, chamou a atenção de visitantes mulheres, num descontraído mas instrutivo bate papo sobre o mercado automotivo. Também foram destaques o campeonato de autorama, no estande da Motul, e a demonstração do pneu seal inside da Pirelli.
_______________________________________________________________________
Imagens:
Marcio Saldanha e Eduardo Bernasconi,  organizadores do Festival Interlagos – Carros

O teu email não será publicado. Campos requiridos estão marcados *

Podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>