DRiV Tenneco inaugura nova linha de produção em sua planta de Mogi Mirim e gera 100 novos empregos na localidade

Correio Mecânico
dezembro12/ 2023

Unidade recebeu investimentos de US$ 10 Milhões para a ampliar a oferta dos amortecedores Monroe no mercado local. Fábrica produzirá 7 milhões de unidades ao ano, 30% superior ao período de 2023

 

A DRiV Tenneco, um dos líderes globais no fornecimento de componentes automotivos, acaba de inaugurar sua nova linha de produção dos amortecedores Monroe, localizada na planta de Mogi Mirim/SP, para o mercado do Brasil . A abertura, realizada no dia 12 de dezembro, contou a com a presença Diretora Geral da DRiV para o México e América Latina, Verónica Martinez. Clientes convidados para a ocasião visitaram as novas instalações.  Acompanhados pelos executivos da marca, puderam saber mais sobre os novos negócios e oportunidades proporcionados pela ampliação da fábrica. Eles também assistiram a uma apresentação sobre as perspectivas econômicas para o Brasil nos próximos anos realizada pelo economista Eduardo Giannetti.

Investimentos de US$ 10 Milhões

 

Com 268 m², a nova área funcionará junto à atual linha de produção e ampliará o volume dos amortecedores Monroe produzidos para cerca de 7 milhões de unidades/ano a partir de 2024. Ela será dedicada, exclusivamente, para a manufatura de componentes para veículos leves e para o mercado de reposição, o que aumentará significativamente a competitividade da marca no mercado brasileiro.

“A inauguração da nova linha finaliza um ciclo de investimentos de US$ 10 milhões realizados pela empresa durante três anos. Dessa forma, a planta de Mogi Mirim tem extrema relevância na ampliação do nosso marketshare, graças ao aumento na capacidade produtiva em 30%. Vale destacar ainda que 2024 será um ano especial para a Monroe, pois a marca é pioneira na criação do primeiro amortecedor no mundo em 1926, e ainda completará 50 anos no país”, afirma Daniel Fabbris Neto, Diretor Nacional de Vendas da DRiV do Brasil.

Geração de novos empregos 

Os investimentos realizados na planta de Mogi Mirim não foram apenas em equipamentos e infraestrutura, mas também em pessoas. Foram contratados cerca de 100 funcionários para a nova área de produção. Para executarem as novas funções, todos participaram de cursos realizados no Centro de Treinamento da DRiV Tenneco, localizado na própria fábrica.

“Com essas contratações vindas das cidades de Mogi Mirim e Mogi Guaçu, totalizamos mais de 1.000 colaboradores na unidade., considerando apenas os empregos diretos. Também é importante destacar os impactos na economia local, com o incremento de novas vagas geradas por conta de demais atividades indiretas, complementa Fabbris.

Amortecedores de Mogi Mirim para todo Brasil e Argentina 

Sendo um dos maiores mercados de componentes automotivos do mundo, o Brasil desempenha uma posição estratégica nos negócios globais da DRiV Tenneco. A ampliação de sua linha de montagem na fábrica de Mogi Mirim comprova a importância para as operações da Monroe no mundo. Nela, são produzidos os amortecedores que equipam veículos de inúmeras marcas, para montadoras no Brasil e Argentina. Da mesma forma, ela tem uma posição relevante para os segmentos de reposição e reparação independente, já que 60% da produção é destinada ao aftermarket, mantendo níveis de produtividade e eficiência de padrão global, semelhantes às demais unidades da marca.

“O aumento da capacidade produtiva da planta de Mogi Mirim nos permitirá atender à demanda crescente por produtos Monroe na região, em especial no Brasil e Argentina, onde temos um intenso comércio bilateral, atendendo tanto montadoras, como o mercado de reposição em ambos os países”, afirma Daniel. “Os investimentos aqui realizados são a comprovação do comprometimento da Tenneco em continuar a oferecer os melhores produtos e serviços ao mercado local, assim como, para ampliarmos nossa presença na região por meio das operações do Brasil e de Rosário, na Argentina. Nossas metas para o Brasil e América do Sul são ambiciosas para os próximos anos e a ampliação dessa linha de produção nos ajudará a conquistá-las”, conclui o executivo.

Fábrica moderna

 

A planta da Tenneco em Mogi Mirim completará 50 anos em 2024. Sua história se entrelaça com a da Monroe Amortecedores, pois concentra desde o início, toda a produção dos produtos da marca no Brasil. Ela se integrou à paisagem e à história do município, contribuindo para o desenvolvimento econômico, tecnológico e social da região.

Além das novas máquinas para a montagem dos amortecedores, estão sendo investidos recursos para mais melhorias na fábrica, como explica Edmir Sassiloto, Gerente Geral da planta de Mogi Mirim da Tenneco: “Também estamos fazendo investimentos em linhas de solda e outras infraestruturas. Em relação à logística, implementamos ainda algumas novidades para o atendimento dos nossos clientes, como:

  • A adoção de tecnologias de otimização de rotas de transporte para aquisição de matéria-prima, agilizando o atendimento para mudanças de mix de produção;
  • Utilização de um Master Plan (plano de ações futuras), com visibilidade de seis meses de demanda e gerenciamento do mix de produção, permitindo maior previsibilidade e assertividade na oferta de produtos;
  • Interação das áreas com o plano de produção, criando maior sinergia entre os diversos times, otimizando recursos e aumentando a eficiência operacional;
  • Intensificação do método Kaizen (melhoria contínua) nas áreas produtivas para reduzir tempo de set-up (configuração da linha de produção), aumentando a disponibilidade dos equipamentos industriais e facilitando ajustes nas linhas de produtos”.

Uma das vantagens oferecidas durante a ampliação da linha de produção dos amortecedores foi a similaridade entre os novos equipamentos e os já utilizados, facilitando a sua operação e manutenção por parte dos profissionais. “São maquinários de última geração que nossos funcionários já têm familiaridade. Isso nos permitiu otimizar muito o tempo para colocá-los em funcionamento e começarem a produzir”, ressalta Sassiloto.

Assim como no restante da manufatura, o novo espaço foi concebido para oferecer os melhores padrões de conforto e ergonomia aos trabalhadores, com o uso de paredes envidraçadas, proporcionando iluminação natural, menor nível de ruído e um ambiente mais agradável. Os espaços seguiram os padrões de ergonomia adotados globalmente pela Tenneco em suas fábricas. Dessa forma, além de contribuir para a saúde dos empregados, a empresa conta com melhores níveis de satisfação e produtividade dos operadores.

Sustentabilidade

Outra preocupação da companhia está na preservação ambiental e na adoção de práticas sustentáveis. Desde 2021, a operação em Mogi Mirim utiliza o conceito “Aterro Zero” para o reaproveitamento de 100% do descarte de resíduos gerados no local. Com a contratação de empresas especializadas, todo o descarte de banheiro e varrição é transformado em pó para ser utilizado na indústria siderúrgica como combustível. O material orgânico, como do restaurante, é destinado a compostagem e vira adubo. Já os entulhos de obras são reciclados e se tornam britas e pedregulhos para serem novamente utilizados na construção.

Com a abertura da nova linha produtiva, foram tomadas providências para manter a redução no consumo de água e energia, como explica Edmir Sassiloto: “O uso desse recurso natural será controlado por meio de dispositivos de vazão para evitar o desperdício, além do programa de melhoria contínua que identifica perdas no processo. Em relação ao consumo de energia elétrica, conseguimos uma redução significativa adotando o uso de paredes de vidro, que permitem a iluminação natural no ambiente”.

Em Mogi Mirim também está instalado o Centro de Desenvolvimento da Tenneco no Brasil, onde são realizados testes de durabilidade acelerada, corrosão e performance, utilizando padrões de qualidade globais durante o desenvolvimento de novos produtos para a indústria automotiva.

O teu email não será publicado. Campos requiridos estão marcados *

Podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>