Toyota investirá R$ 50 milhões na planta de Indaiatuba, SP

Correio Mecânico
abril04/ 2022

Visando renovação do ciclo de vida do Corolla sedã.

  • Aporte será destinado para aprimorar a operação na unidade da marca localizada no interior paulista para reestilização de meia vida da atual geração do modelo
  • Projeto terá início neste ano e contempla aquisição de novas tecnologias na linha de montagem da unidade 
  • Novo investimento vai garantir a atualização daquela que é a primeira linha de produção de um veículo eletrificado na América Latina
  • Pautada pela estratégia que visa crescimento sustentável, anúncio fortalece ainda mais a posição da Toyota no suporte ao desenvolvimento da indústria nacional


Planta da Toyota em Indaiatuba (SP): Divulgação Toyota

A Toyota do Brasil investirá R$ 50 milhões na sua fábrica localizada em Indaiatuba, SP, onde produz, desde 1998, o Corolla sedã para o território brasileiro e latino-americano. O aporte será fundamental para aquisição de novas tecnologias na linha de montagem da unidade, visando projeto de renovação do ciclo de vida da atual geração do modelo.

O anúncio reforça o compromisso da Toyota com o desenvolvimento do País, que vem se destacando por meio de uma série de investimentos no negócio nos últimos 10 anos. Assim, a companhia também segue a passos firmes no cumprimento de uma de suas principais missões: aumentar sua competitividade no mercado regional e global, ao manter uma operação moderna e estável, com mais produtividade e flexibilidade.

“Seguimos firmes em nossa estratégia de oferecer um veículo competitivo e atrativo aos nossos clientes de toda a América Latina. Há mais de 20 anos, nossa planta em Indaiatuba demonstra sua capacidade para gerar negócios de forma bem-sucedida. Isso porque damos maior importância aos planos que ultrapassam o curto prazo, e que se traduzem na confiança que nossos clientes e stakeholders depositam sobre a marca”, enfatiza Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

Vale ressaltar que, em 2019, a fabricante encerrou um ciclo de R$ 1 bilhão de investimento em Indaiatuba, que possibilitou a planta produzir a 12a geração do Corolla equipada, também, com tecnologia híbrida flex, tornando-se, assim, a primeira fábrica na América Latina a produzir um veículo eletrificado. A primeira etapa do plano terá início neste ano.

O Corolla sedã do Brasil em Indaiatuba

Lançado em 20 de outubro de 1966 no Japão, o sedã Corolla é líder absoluto em vendas em todo o planeta e atingiu, em 2021, mais de 50 milhões de unidades vendidas no mundo, ao longo dos seus 55 anos de história. Com fabricação em 13 países, é comercializado em cerca de 150 mercados.

Desde 1994, o modelo é vendido no Brasil. A produção nacional do icônico sedã teve início em 1998, ano de inauguração da planta de Indaiatuba. Em quase 25 anos de história, a linha produziu mais de 1,3 milhão de Corollas, que resultaram na venda de 1,15 milhão de  modelos, enquanto mais de 250.000 unidades foram exportadas para mercados da América Latina. Desde 2014, o Corolla de Indaiatuba lidera sua categoria, com média superior a 40% de market share.


Linha de produção do Corolla em Indaiatuba (SP): Divulgação Toyota

Jornada em busca da competitividade

O recente investimento em Indaiatuba se soma a uma série de iniciativas da Toyota do Brasil na busca por mais competitividade no mercado brasileiro. Nesta trilha, em um intervalo de quatro meses, contando de novembro de 2021 até aqui, a fabricante iniciou outros dois projetos que põem em pauta sua própria capacidade de gerar alternativas, a fim de driblar o ambiente desfavorável aos negócios no âmbito nacional.

Em novembro do ano passado, a marca iniciou o terceiro turno em Sorocaba, SP, iniciativa que colaborou para aumento de 30% no volume de produção anual da planta, além de gerar 550 contratações diretas. Assim, a Toyota passa a ter maior capacidade para ofertar veículos ao mercado doméstico e para exportação.

Seguindo mesmo ritmo da vocação exportadora, em fevereiro deste ano a marca anunciou acordo que colocará a planta de motores em Porto Feliz no mapa da cadeia global de suprimentos. Isso porque a unidade se prepara para, a partir de setembro 2022, exportar propulsores 2.0L para o mercado norte-americano, com volume de 45.600 unidades/ano. Para isso, a empresa abriu, ainda, 150 postos de trabalho direto.

“A despeito do ambiente desafiador para o negócio no Brasil, por conta da falta de previsibilidade e distorções tributárias criadas no passado, apostamos em nossa estratégia de longo prazo, que visa um crescimento sustentável. Seguiremos trabalhando, por meio do diálogo aberto e transparente com líderes da indústria, tomadores de decisões, sociedade civil e governos, para ajudar a transformar o panorama da indústria no nosso País”, conclui Chang.

 

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 

A ampliação da operação de Indaiatuba colabora para os seguintes Objetivos de Sustentabilidade da ONU:

 

Sobre a Toyota do Brasil

A Toyota do Brasil está presente no País há mais de 60 anos. Possui quatro unidades produtivas, localizadas nas cidades de Indaiatuba, Sorocaba, Porto Feliz e São Bernardo do Campo, e emprega mais de 5 mil pessoas. Em 2020, lançou a Kinto, sua nova empresa de mobilidade, para oferecer serviços como aluguel de carros e gestão de frotas para uma sociedade em transformação. Também reforçou sua marca Gazoo por meio de iniciativas que desafiam a excelência dos seus veículos. Tem como missão produzir felicidade em larga escala e, para isso, está comprometida em desenvolver carros cada vez melhores e mais seguros, além de avançar nas soluções de mobilidade. A empresa contribui com a sociedade por meio do próprio negócio, com ações que visam diminuir o risco de acidentes, melhorar o tráfego de veículos e aumentar o uso de energias renováveis, e também por ser uma boa cidadã corporativa. Junto com a Fundação Toyota do Brasil, tem iniciativas que repercutem nas 17 metas de desenvolvimento sustentável da ONU. Mais informações: www.toyota-global.com e www.toyota.com.br.

O teu email não será publicado. Campos requiridos estão marcados *

Podes usar estes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>